• Autor

Copywriting: entendendo a escrita criativa

O mundo está em constante mudança e as novas tecnologias ganham cada vez mais espaço na área do marketing. Com a chegada abrupta do COVID-19, o isolamento social trouxe ainda mais atenção para o comércio online. Agora, mais do que nunca, assegurar-se de uma comunicação clara é garantir o sucesso de sua marca!


Toda escrita tem um objetivo, e no marketing não seria diferente! Seja em busca de descrever a empresa ou apresentar os serviços, encontramos no Copywriting ferramenta fundamental para engajar o público alvo através das palavras.

O que é Copywriting?


Desde assinar uma newsletter até vender um produto, o público é guiado pelo conteúdo que a marca propõe, e aí o copy exerce sua função: através da escrita criativa, essa prática visa influenciar os clientes na tomada de decisão. O Copywriting utiliza dos recursos da escrita para guiar o leitor a uma ação específica, focando na conversão.


E esses textos irresistíveis não se limitam: são utilizados em inúmeros formatos e canais! Um bom copy pode aplicar as estratégias comunicacionais em anúncios, e-mails, peças publicitárias, artigos, roteiros para vídeos; trabalhando tanto em mídias digitais quanto nos clássicos formatos para televisão, rádio, outdoor, jornal e revista. Pela quantidade de possibilidades e versatilidade, essa ferramenta se torna imprescindível para fortalecer as estratégias comerciais da publicidade, mas deve-se ter cuidado para ter um copy efetivo.


Como saber se estou acertando na hora de escrever?

É comum que as pessoas imaginem que há uma fórmula “mágica” para um copy de sucesso, mas na realidade se trata de boas práticas e muito conhecimento do seu público! Temos aqui 4 dicas que podem ajudar:


1. Conhecimento

Para começar, quando a escrita é voltada a alguém, se faz extremamente necessário conhecer sobre o que escreve e para quem escreve. Não há mensagem universal, a estratégia para cada público é única. Sendo assim, o essencial é que você saiba muito bem a quem direciona a escrita e o que capta sua atenção, atrai seu olhar e desperta seus desejos.


2. Clareza e objetividade

Não faça rodeios e nem utilize de meias palavras, quando um texto não é direto, deixa brechas para que haja ruídos na mensagem, atrapalhando o entendimento do receptor e tornando a escrita ineficaz. É sempre importante lembrar também que isso não significa que seu conteúdo deve ser raso, na verdade, você pode explorar jeitos diferentes de trazer a proposta, como o storytelling, utilizando das palavras para contar uma história marcante; ou o método socrático, trazendo o questionamento como forma de aproximação e elaboração de ideias, engajando seu público de maneira diferenciada.


3. Dados e estatística

Nada melhor do que comprovar aquilo que você fala, não? É sempre uma boa opção contar com o respaldo de notícias, pesquisas, fatos históricos e fontes confiáveis. Isso oferece ao leitor maior credibilidade e a crença de eficácia na sua empresa.


4. Verdade

No fim das contas, de que adianta ter vários truques para persuasão se você está agindo de má fé? Pode funcionar em uma primeira vez, mas o cliente induzido ao erro não retorna. Então, é de extrema relevância que você tenha em mente que seu princípio deve ser sempre zelar pela credibilidade da sua empresa e honestidade de seu serviço, só desse jeito a conversão trará benefícios a longo prazo e seu Copywriting será efetivo.


Essa é uma boa base para iniciar, mas lembre-se: nunca subestime seu leitor! O Copywriting se trata de criatividade, por isso não caia em clichês ou excessos pensando que dessa maneira será mais fácil captar a atenção, muito pelo contrário, esse tipo de prática só repele o público.


Acho que você entendeu a importância de um bom copywriter para uma marca, né? E aí, já tem um profissional desses trabalhando na sua empresa? Se não, já passou da hora!



27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo