• Beatriz Senger

Tipografia: o que é e como utilizá-la

Você já deve ter notado que ultimamente, com o crescente uso das redes sociais, as marcas têm investido (e muito!) em gerenciamento de mídias, o que implica em um design personalizado e chamativo de acordo com a identidade visual da empresa.


Para construir posts chamativos para o público-alvo é necessário considerar alguns elementos como: conteúdo, paleta de cores, e principalmente a tipografia.


A tipografia é o estudo, criação e aplicação de caracteres, estilos, formatos e distribuição das letras em uma peça de design. O uso de tipografias precisa ser muito bem planejado para que desperte a atenção do público e se mantenha legível. Além disso, a escolha da tipografia também permite transmitir os valores da sua marca.


A partir disso, é importante conhecer alguns princípios tipográficos. Se liga!


  • Tipos de fontes:


Quando falamos nos tipos de fonte, dizemos que as fontes são: serifadas, sans serif, cursivas ou fantasia.


Fontes serifadas são aquelas que se prolongam ao final de cada letra. Estas são boas para leituras mais prolongadas, pois não cansam tanto a vista e causam ritmo na leitura. São também muito recomendadas para trabalhos impressos.


Uma das fontes serifadas mais popular e conhecida é a Times New Roman, que consta também nas regras da ABNT (Associação Brasileiras de Normas Técnicas).


Fonte Serifada


Já as fontes sans serif são o contrário. Estas não se prolongam, e trazem uma sensação de maior espaçamento entre as letras. São fontes ideais para a web e possuem maior versatilidade, pois podem ser reduzidas sem perder as características da letra.


A fonte sans serif mais conhecida é a Arial, muito utilizada em legendas de filmes, também é considerada uma opção para trabalhos científicos, de acordo com as regras da ABNT.


Sans Serifada


Seguindo este contexto, também existem as fontes cursivas, aquelas que imitam a caligrafia manual. Estas fontes são muito utilizadas em títulos, uma vez que utilizá-las em corpos de texto pode tornar o conteúdo ilegível e dispersar a atenção do leitor. As fontes cursivas são consideradas mais elegantes e muito usadas em convites de casamento.


Uma fonte cursiva popular é a Calligraffitti.


Cursiva


Por último ainda temos a opção de fontes fantasia, que possuem um estilo próprio e podem apresentar combinações com os tipos citados acima. São chamadas fantasia, pois são trabalhadas em desenho e exigem maior atenção e cuidado ao serem utilizadas, pois devem combinar com outras tipografias e não podem se tornar cansativas para o leitor.


Fontes fantasia


Um mesmo tipo de fonte pode variar em peso, largura e orientação, e o que separa todos os tipos de fonte são as famílias. Ficou difícil de entender? Aqui vai um exemplo:


A fonte Times New Roman possui suas versões em tamanho regular, bold, itálico e bold itálico. Essas versões são fontes individuais que compõem a família Times New Roman.


As versões citadas acima são as mais comuns para todas as famílias de fonte, mas existem fontes específicas que podem possuir até 15 versões diferentes para uma mesma tipografia.


Uma dica importante é sempre conferir se a fonte escolhida possui mais versões, para que se possa criar designs mais versáteis futuramente, assim como também é preciso verificar se a tipografia possui todos os caracteres definidos (acento agudo, acento circunflexo, números e símbolos diversos).


Existem vários sites que possibilitam o download de tipografias variadas de acordo com o desejado, no entanto, para evitar problemas futuros é importante buscar sites que tenham autorização para tal, uma vez que existem fontes pagas que possuem direitos autorais.


A Google possui um site que disponibiliza este serviço, e ainda permite conferir a tipografia em uma frase personalizada.


E como escolher a fonte certa para sua marca?


Para isso é necessário se atentar a sua persona, seu público-alvo e principalmente os valores da sua empresa. Uma tipografia com características mais curvadas tornam a mensagem mais divertida, descontraída e é geralmente utilizada para públicos mais jovens, enquanto fontes mais retas trazem um ar de seriedade para a marca.


A partir de uma tipografia escolhida, é importante utilizá-la sempre em seu conteúdo (stories, posts do Instagram, LinkedIn, Facebook, panfletos, e todos os materiais de divulgação). Isso reforça a mensagem da marca e associa a imagem da empresa com a tipografia.


Um exemplo bem conhecido é a Coca-Cola. Sua tipografia icônica foi criada por Frank Mason Robinson em 1885, e utilizada até hoje. A fonte possui arquivos baixáveis na internet, permitidos somente para uso pessoal.


Coca-Cola


Temos também a Netflix, que já utilizou a tipografia Gotham como principal, e agora possui uma fonte própria chamada Netflix Sans. Uma fonte similar chama-se Bebas Neue, é gratuita para uso pessoal e comercial, e passou a ser muito utilizada nos designs em 2020 e 2021.


Netflix


O mundo das tipografias é vasto e diverso, programas de ilustração como por exemplo o Adobe Illustrator permitem alterar estilos de fontes para conseguir experiências mais personalizadas de acordo com o desejado.


Agora, seguindo e considerando todos os tópicos acima você já pode começar a escolher a tipografia que mais te representa, para que sua marca tenha uma identidade visual chamativa e valorizada!


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo